________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



quarta-feira, setembro 21, 2005

Tristeza X Alegria


Stunned by Claudia Pinelli Rêgo Fernandes

Hoje é um dia meio estranho para mim.

Estou meio triste e meio alegre. Fui levar meu irmão Jorge até o Aeroporto junto com minha mãe, Júnior, meu outro irmão, Dinho e minha cunhada, Regi.

Jorge acabou de viajar para Espanha onde ele vai estudar e trabalhar, enfim, morar por um tempo e tentar uma vida nova.

Ele não vai ficar sozinho, pois meu sobrinho Jorgito, filho dele, mora em Barcelona também. Portanto, terá um apoio todo especial lá.

Ele adora conhecer lugares novos, é um curioso da cultura mundial, e vai amar viajar pela Europa. Esse é o lado bom, a metade alegria.

Já deixei de viajar para vários lugares, já recusei algumas bolsas por não ter a coragem necessária para deixar minha família. Nós somos muito apegados um ao outro e não conseguimos viver muito tempo longe. É uma ligação inexplicavelmente forte. Por isso, sei bem a força que ele teve que fazer para tomar essa decisão.
Esse tipo de controle "subliminar" é muito ruim, eu sei, mas hoje nós conversamos sobre isso, e vimos que é natural da família, não é nada pensado, arquitetado, fazer o quê?
Meu irmão tem uma ligação fortíssima com minha mãe, e ter essa iniciativa e a coragem de efetivá-la já faz dele um vencedor. Lá dentro estou orgulhosa de sua atitude.

A saudade já é enorme. Não poder vê-lo, falar com ele, levar Mila para ficar e brincar com ele, ter as discussões acaloradas com ele, enfim, isso tudo vai fazer uma falta muito grande. E esse é o lado ruim, a metade tristeza da viagem.

Mas o tempo vai cicatrizar essa ferida ainda aberta. Eu sei disso. Só me resta esperar.

Alea jacta est!

Boa viagem e boa sorte, meu irmão!

Bjo.

Música: A million miles away de Rory Gallagher.

4 comentários:

Cel.W.Trautman disse...

Eu acho uma ótima oportunidade.Não sei até que ponto laços familiares muito fortes e esses sentimento de enraizamento são bons(não é uma crítica, é apenas um pensamento). Me lembrei do diário de Che.

MeninAlice disse...

Oi Cláudinha

Quando citei Lobo Antunes dei os créditos sim, inclusive data e local da publicação.

Agora os outros textos são meus mesmos, por isso não dei créditos.

beijinhos

Sergio "The Clown" disse...

Obsession

As it rolls, flowing from the past
Leaving us tired to the last
So it goes, came to an end, the past
Alone and tied to the mast
Looking back through times that could have been
Dreamin' of places I should have seen
Leave me be, leave me to find the way
Those dreams bring me down without reasonin'

And I call, call your name
Leave me be, I'll find a way
And I hope, I hope and pray
But I know that I would never learn to play the game

Turning round, got you in a sidelong glance
Dreamin', shadows behind me dance
As it is, that's all I want to see
Not for me to walk in a trance

And I call, I call your name
Leave me be, out cryin' in the rain
And I hope, I hope and I pray
But I know that I would never learn the game

As it rolls, flowing from the past
Leaving us tied to the mask
So it goes, T-two-it,
Two within a cast
Alone and tied to the past

edson marques disse...

Cláudia,

A metade alegria vale o dobro.

Por isso ela sempre vence a metade tristeza...

Que viva Barcelona, em todos os sentidos!

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.