________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



domingo, setembro 03, 2006

Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...



Versos de orgulho

O mundo quer-me mal porque ninguém
Tem asas como eu tenho! Porque Deus
Me fez nascer Princesa entre plebeus
Numa torre de orgulho e de desdém.

Porque o meu Reino fica para além ...
Porque trago no olhar os vastos céus
E os oiros e clarões são todos meus!
Porque eu sou Eu e porque Eu sou Alguém!

O mundo? O que é o mundo, ó meu Amor?
__O jardim dos meus versos todo em flor ...
A seara dos teus beijos, pão bendito ...

Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços ...
__São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o Infinito.


Florbela Espanca



Amo Florbela Espanca e recomendo a quem não conhece, procurar mais sobre essa escritora fantástica..


Bjo.



Música: À flor da pele de Zeca Baleiro.

3 comentários:

Rod disse...

Concordo em número, gênero e grau com vc.
Florbela Espanca é tudibom, eu tb adoro!!
impressionante como podemos ver a beleza até nos poemas tristes...
Pode deixar q eu dou os parabéns pro húngaro pela idéia louvável. E já tá dando frutos, na próxima quarta, véspera do feriadão, vai ter a primeira jam, com direito a banda completa. Música de qualidade no meio da rua, de grátis pra quem quiser assistir. Demais!!!!
Bjuxxxxx

miguel disse...

À flor da pele de Zeca Baleiro, é das músicas que gosto mais do Zeca!
Faz até chorar...
Quanto à Florbela, nunca me identifiquei com ela.

Beijos,
Miguel

cantabile disse...

Adorei !!!
Hoje tive tempo e li quase tudo.
Mas esse da Florbela é especial.´Tomei a liberdade de copiar para o Cantábile.
Obrigadinha e até breve!

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.