________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



terça-feira, maio 27, 2008

Uma lição de vida (intro)


O grito Edvard Munch.
Obtido em "
http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Grito
"

Para quem se preocupou com minha ausência:
Fiquei internada 20 dias numa clínica e foram os dias mais intensos de minha vida. A coisa foi tão forte, que saí chorando quando recebi alta.
Fiz amigos esquizofrênicos(inteligentíssimos), depressivos, suicidas, bipolares maravilhosos que guardarei para sempre no meu coração. Gente real. Gente com alma. Coisa rara. E como o meu problema(Síndrome do pânico era fichinha em relação aos deles,(e até porque no sexto dia já estava estável), pude ajudar os mais atormentados, conversar tentando levantar a auto-estima deles, e ainda pude ler sobre aquelas doenças para poder dar uma outra interpretação desestigmatizada para eles. Sem dúvida, a experiência de minha vida.
Fui útil, tenho certeza. E isso me deixa feliz.


Bjo.

Claudia Fernandes


Visite também:


Prosaicos Poemas

5 comentários:

Roger Jones disse...

e eu fico feliz por ti, querida Claudia...
e orgulhoso por ti... porque tu segue, por ti mesma, os preceitos que o anjo intergaláctico disse ao Astronauta: "quanto à vida, evite evitá-la."

parabéns.

CAPS CURRAIS NOVOS disse...

Claudinha, tava com saudade do seu blog e consegui um tempinho para te visitar. Pelo visto aconteceu muita coisa nesse meio tempo.

CAPS CURRAIS NOVOS disse...

Esqueci de me indentificar. Sou Gianote do cordelonline

Anderson disse...

E por falar em saudades, por onde anda você? Por onde andam seus olhos, que a gente não vê?

BETO PALAIO disse...

Claudia, já tive isso de pânico, fiz regressão, sarei... Gostaria de lhe enviar o nosso jornal Littera Tour... Preciso só de seu e-mail...

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.