________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



terça-feira, março 28, 2006

Avec Tristesse....



Estou doente.
Minha mente está doente.
Meu corpo está doente.
E, principalmente, minha alma está doente.
Já tive outras crises desse mal, mas como dessa vez, nunca.

Estou em tratamento, por isso estive fora por um tempo, e ainda vou ficar por mais algum.

Minha família tem sido crucial para minha cura. Minha mãe e meu marido lindo, Jr. como meus anjos da guarda, sempre do meu lado, meus irmãos Dinho e Jorge se revezando nos mimos e ajuda na logística, pois não estou conseguindo dirigir, e Nené, sempre ligando para saber de mim, enfim, minha família e alguns amigos têm sido o apoio incondicional de que eu precisava e que, sem dúvida alguma, sem ele, tudo teria sido muito diferente.

Cheguei em casa hoje, e mesmo cansada e tendo que deixá-la de novo em breve, decidi ler as mensagens que os amigos me deixaram aqui na internet. Mensagens de apoio, de identificação, compreensão, de encorajamento, força, de carinho e amor.. Isso tudo me emocionou muito e me levou às lágrimas.. Não lágrimas de tristeza, como vem sendo comum nos últimos dias, mas lágrimas de emoção, de alegria, sentimentos saudáveis e isso é muito bom.

Quando nós estamos nos sentindo esquecidos ou que não fazemos falta a ninguém, ler e sentir isso é como uma bênção e uma cura alternativa. Ajuda a ter uma idéia de que a nossa mente é, às vezes, nossa maior inimiga, nos faz acreditar em coisas terríveis e nos derruba emocionalmente, terminando por nos fazer somatizar esses pensamentos e adoecer além da mente, o corpo e a alma. E por fim, ajuda também a ter essa consciência e a perceber que temos o poder de mudar essa situação, basta a ajuda correta. Pode crer.

Escolhi essa foto, pois ela ilustra muito bem a cena em que estou inserida nesse momento. Tenho uma visão de algo que está seco, morto, sem vida, sem ânimo, sem viço, mas lá atrás insisto em enxergar uma luz, uma luz que possa me trazer todas aquelas minhas características mais marcantes de volta: as boas, bom humor, bondade, sensibilidade, decisão, coragem para fazer as coisas de que gosto e as ruins também, que são tantas que nem vou ousar enumerar. Enfim, uma luz que possa me trazer de volta!

Uma vez um amigo me disse: "Você é tão inteligente que ninguém te entende. Tem um jeito meio solitário e introspectivo e vive filosofando sobre as coisas da vida." Comecei a pensar... Isso era bom ou ruim?? Um elogio ou uma crítica?? Até hoje não cheguei a uma conclusão, mas pode ser que ele tenha alguma razão. Talvez se eu filosofasse menos, seria mais feliz mesmo.. Sei lá..

Orem, rezem por mim, mandem vibrações e energia positivas, qualquer coisa que venha com bondade e carinho eu aceito muito agradecida. E, com fé, minha família, meus médicos e meus amigos estarei curada e de volta, muito em breve.

(Não estou comentando os blogs de meus amigos pois não estou em casa. Cheguei hoje e já estou saindo de novo. Peço mil desculpas por isso, viu? E não estou atendendo telefones também, mas gosto de receber msgs de texto no celular. Se alguém tiver vontade de mandar alguma, juro que respondo, meu celular é: 71 8116-5773.)

Uma música do Lobão não me sai da cabeça:

Essa Noite Não (Lobão - Bernardo Vilhena - Ivo Meirelles - Daniele Daumerie)

A cidade enlouquece sonhos tortos
Na verdade nada é o que parece ser
As pessoas enlouquecem calmamente
Viciosamente, sem prazer

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite, não

As cortinas transparentes não revelam
O que é solitude, o que é solidão
Um desejo violento bate sem querer
Pânico, vertigem, obsessão

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite, não

Tá sozinha, tá sem onda, tá com medo
Seus fantasmas, seu enredo, seu destino
Toda noite uma imagem diferente
Consciente, inconsciente, desatino

A maior expressão da angústia
Pode ser a depressão
Algo que você pressente
Indefinível
Mas não tente se matar
Pelo menos essa noite, não.

Bjo.

Música: Essa Noite Não do Lobão, claro.

5 comentários:

Roger Jones disse...

querida Cláudia...

as nuvens cinzas não ficam para sempre no mesmo lugar... isso tudo vai passar o você ficará bem... porque você merece ficar bem...

às vezes esses infortúnios acontecem na nossa vida... e com eles percebemos o quanto somos importantes e queridos pelas pessoas que nos cercam...

você tem um coração imenso e imprescindível... você é uma jóia rara, Cláudia... sensível, bondosa, inteligente e amiga...

pra mim uma ótima amiga, uma óltima companhia, um ótimo papo... uma pessoa ensolarada...

mas se as nuvens persistem, persista você na crença de que o seu sol voltará...

porque eu sinto falta do seu sol.

um lindo beijo, querida Cláudia...
e volte sempre...

miguel disse...

Minha Querida Amiga,

fiquei muito contente em saber que estás a melhorar.

não te conheço à muito, mas gosto do que conheço, apesar de não ser muito.

podes ter a certeza que a vida é o que fizeres dela.

não deixes que uns neurónios parvos te deixem na m.... tu és mais, és mais forte do que eles

sim, porque eles são só uma parte de ti, e depois, tens tudo o resto

há tanta coisa que é má e nos deita abaixo e não acontece...

faz uma coisa:
pega num papel A4

deita o papel
faz uma linha horizontal
um traço no meio da linha
no extremo direito, escreve "pior"
no extremo esquerdo, escreve "melhor"
depois pensa no pior que te podia acontecer
o pior mesmo
tipo: a morte da mãe, dum filho, ou pior ainda
vai apontando na linha onde você colocaria essas coisas
depois pensa no melhor que podia acontecer
aponta isso para o lado do melhor
continua
no fim, pensa onde você está.

de vez em quando, se fizeres isso, vês que estás cada vez melhor
e mais optimista.

um grande beijo,
miguel

Rod disse...

Querida Cacau,
Quero q saiba que estou torcendo muito por você nesse momento tão difícil da sua vida. Você é uma amiga maravilhosa e muito especial. Mas é muito bom saber que você está em boas mãos, que sua família tb está sendo muito importante em sua ajuda. Aí está mais uma prova de que eles te amam.
Fica com Deus e os anjinhos.
Estarei aqui mandando minha energia positiva pra vc.
Um Beijo do seu amigo.


Gostaria de saber
A real razão
Para tal melancolia
Tristeza? Solidão?
Perda? Decepção?
O que então?
Tempo? Saudade?
Maldade seria
A falta que você faria...

Roberto Wandenkolk Alves Júnior disse...

Oi Cláudia, tudo bem? aqui é Roberto! Não nos conhecemos, mas gostei do seu blog..
Um grande beijo...
fui

Lady Mary disse...

Oi bonequinha linda
primeiramente, você escreve muito bem...parabéns XD

(te add no favoritos do meu blog)

Bommm...estou aqui para o que você precisar, sei que não posso fazer muita coisa, nem te dar minha presença...mas você tem minha positividade, e minhas orações, tudo vai dar certo.


Beijokas

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.