________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



sexta-feira, dezembro 28, 2007

Feliz Ano Novo(de novo)...



Hoje parei para pensar no que eu gostaria de desejar para os seres humanos da Terra. Muitas coisas me vieram à cabeça, mas nada parecia realmente viável ou digamos materializável.

Concluí que não há tanta esperança assim para nossa raça, a não ser que haja uma mudança substancial e mesmo radical de consciência e de atitude perante seu semelhante, e por consequência, perante todos os seres que convivem conosco.

Enquanto o homem não enxergar a natureza como mãe-parceira, mas somente como fonte de exploração e destino de desrespeito, violência e descaso, a esperança se torna até um sentimento meio ingênuo de se ter nesse contexto.

Depois de toda essa reflexão, e porque sou teimosa e rebelde até comigo mesma, resolvi desejar algumas coisas para os seres humanos.

Começo pedindo para que se pare e reveja o tratamento dado à Natureza. Ela merece algo mais respeitoso e decente. E além do mais, nós não somos burros, né? Então porque estamos destruindo quem tudo nos dá? Morder a mão de quem nos alimenta é o quê senão uma grande burrice??

Peço também para que nós, humanos, pratiquemos mais a empatia. Esse sentimento, na minha opinião, é a chave da harmonia entre os homens. Por que? Vou tentar explicar. O que vem a ser empatia? Empatia, em parcas palavras é a tentativa de se colocar no lugar do outro e tentar ver o problema, a situação pelos olhos dele. Assim, você percebe a dor, a angústia, o medo que aquela pessoa pode estar sentindo e que você agora poderá compreender, logo o que você não gostaria que fizessem com você, certamente não vai querer que façam com o outro.

Depois, e seguindo nessa mesma linha, peço para que se dê um tratamento mais digno aos animais. Olhemos para trás... Todos os animais que foram dominantes durante um período, justamente por não saber usar esse poder, acabaram sendo dizimados. Portanto, um melhor relacionamento com os animais urge.

É isso... Para quem não tinha nada para pedir...


Torço para que 2008 seja para vocês no mínimo igual a 2007 e no máximo como só ele poderá ser!



Claudia Fernandes




pê.ésse: 2008 é o ano 1 da numerologia, ano do rato no horóscopo chinês, ano regido por Marte e o ano de Ogum, e porque é ano 10, também é de Oxalá no candomblé…
Quer mais o quê?
Só não esqueça de usar qualquer coisa azul royal no dia, nem que seja uma fitinha amarrada no pulso.
Peço desculpas aos senhores, mas só retornarei a esse prazer que é escrever no meu blog ano que vem...
Tenham calma, afinal não vai demorar tanto assim... ;o)



Bjo.




Visite também:

Prosaicos Poemas

2 comentários:

Anderson disse...

Como é bom ler um texto sem erros de português! Cláudia, na minha opinião (que pode não estar certa) você deveria ler livros de filósofos humanistas, pois tem uma visão muito depreciativa da raça humana que, acredito eu, já conseguiu se superar em épocas muito piores. Feliz 2008 anos de nascimento do Hierofante Jesus.

Claudia Fernandes disse...

An, meu querido amigo...
Como vc bem sabe, já li vários desses autores q vc citou, mas a realidade à qual meus sentidos aguçados estão diariamente expostos contradizem veementemente as teorias "humanistas" desses filósofos..
E digo mais, se eles ainda estivessem vivos, certamente parafraseariam uma figura notória bem conhecida por aqui e diriam:
"Esqueçam tudo que eu escrevi!!" hehehehe...
Obrigada pelo elogio ao vernáculo.
Bjo gde.

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.