________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



sábado, julho 02, 2005

Tantas emoções!


Upside Down by Claudia Fernandes.Posted by Picasa


Aceite-me da maneira que venho...
Eu cheguei até você assim, desse jeitinho que sou;
Por isso não trago manchas,
Sou uma pessoa comum, entre tantas outras...
Tenho a sensiblidade do amor e tenho também todas as dificuldades de um ser humano...
Não tenho a pretensão de ser perfeita e nem tampouco a prepotência de querer estar além do que posso...
Tenho contudo, a humildade de conhecer meus limites, e de saber onde posso chegar!!!
Eu sou alguém que vive, que sonha, alguém que busca caminhos de realizações, e de felicidade...
Sou alguém, que sofre, que luta, que chora...
Mas também sou alegria e sorrisos...
É assim que sou, e como todas as pessoas, única, indivisível...
E se você me procurar dentro de mim, me descobrirá escondida na emoção...
E se olhar bem devagarinho, bem direitinho...
Verá que sou toda coração!!!!

Essa sou eu, de pé, de cabeça para baixo, de qualquer jeito... Uma pessoa entre tantas outras...

Talvez o diferencial seja que eu vivo de Emoção.. Quando falo vivo, é literal a coisa mesmo.. Sem emoção, morro.. Definho... Mas nem sempre essa emoção tem que ser positiva.. Algumas vezes ela é uma emoção negativa(isso é só um conceito, não significa ser melhor ou pior) também.. Mas preciso sempre de Emoção...

Para mim, emoção negativa é quando eu me pego triste, sem graça, sem vida... Sem ter objetivos a alcançar, nem obstáculos a ultrapassar.. Consigo viver assim.. E bem...

Mas de repente algo surge e me tira dessa letargia, desse marasmo existencial...

Esse algo me traz um brilho nos olhos, outrora ofuscado por uma desesperança na realidade que só me atormentava.. Esse brilho reflete uma nova luz interior, uma nova faísca de vida que queima por dentro.. Que faz enxergar uma luz.. Não uma luz no fim do túnel, mas aqui dentro do peito.. Taí a tal emoção positiva... Consigo viver assim também... Mas bem melhor...

Enfim...

Sou toda Emoção...

Bjo.

Música: Bleeding heart graffiti do The Cult.

4 comentários:

Rod disse...

Nossa Clau, que coisa lindaaaaa!!! Vc se supera a cada dia. Vai subindo não só um degrau, mas uma escadaria num lance só. Fiquei emocionado quando li seu texto. Porq me vi nele. Concordo em número gênero e grau com vc. Eu tb sou pura emoção, sem ela e minha música não vivo. Isso me faz bombear a vida aqui dentro, correndo, me aquecendo e vivendo intensamente. E olha que minhas últimas emoções não são apenas boas, são maravilhosas. Alguém muito especial tá fazendo esse coração aqui bater acelerado, e trouxe esse brilho nos olhos de volta.
Ah, essa musica do The Cult é muito massa!!! Até ouvi aqui juntim com meu more :o)
continue sempre essa pessoa fofa e maravilhosa q vc é. E continue surpreendendo sempre, a cada dia mais... Vc nem precisa fazer força pra isso, simplesmente seja vc mesma.
Autêntica!!!!
Bjuxxxxxxx

Maurição disse...

Oi minha sumida amiga e Farol do meu espírito.
Voce já foi aceita em sua total plenitude por todo ser evolucionário que saiba ver.
O que a torna especial é esta multiplicidade de posicionamentos diante da vida.
Esta habilidade de trilhar a dualidade faz de voce uma Senhora na Mestria de viver.
É muito difícil para os simples mortais perceberem isto, para uns voce sofre demais para outros voce ri demais mas para aquele que souber le-la vece é a Ideal.
Me emocionaram muito as suas confissões.
Mais uma vez repito: Tenho muito orgulho em ser seu amigo!
Muitas saudades.
Seu sempre fiel amigo!

Anônimo disse...

Cláudia,

teu texto, belíssimo, é a moldura da foto!

Vim deixar abraços, flores, estrelas...

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

www.mude.weblogger.com.br

Edson Marques.

Anônimo disse...

Claudinha é toda emoção!
E tanta emoção ela extravasa que atinge a todos os que a rodeiam.
Infelizmente, não tenho o privilégio do convívio com essa menina a quem já chamei de "diva" (sob o protesto dela, claro!) e que, a cada dia, mostra ser exatamente isso: uma mulher superior, transcendental, porque ela tem, acumula e conserva sem perder nadinha o que falta a tantos e tantas:
- Sobra nela a beleza estética, linda que é.
- É inteligente em excesso (acho que insuportavelmente inteligente... rsssss).
- Sensibilidade exagerada, que brota de cada poro seu.
- Capacidade de se indignar e de agir contra a injustiça que aflige os desamparados.
- Lida com as letras e as palavras de modo incomum, fazendo nossas as suas (dela) emoções, sejam elas positivas ou negativas.
O brilho da Claudinha não cabe mais só nela ...
Eu, que não sou bobo nem nada, me aproveito de sua amizade e do seu exemplo para, com muito esforço, aprender a me tornar alguém melhor.
**
Ah!! Quase ia me esquecendo de algo importante:
ADOREI O TEXTO! LINDO!!!
OBRIGADO!!!
**
Edgar

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.