________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



sábado, agosto 27, 2005

Loser, eu??


Aquarelle by Claudia Fernandes.Posted by Picasa


The Losers Generation

Os rostos dos meus amigos – e amigas-,
que guardo em minha mente,
são de crianças e adolescentes
esperançosos por um futuro promissor.

Muitos deles foram esmagados
e jogados a sub-empregos.
Engolidos pelo sistema,
abandonados pela sociedade.

Uma boa parte deles venceram à sua maneira...
Não que os outros não lutaram, apenas “perderam”...
E é sobre eles que eu quero falar.

A Geração de Perdedores, à qual pertenço.
Os pequenos rostos são o que procuro proteger
em minha mente cansada.
Não gostaria que cada ruga, cicatriz
ou sinal de cansaço que a vida impôs
manchasse o pouco do que lembro dessa tenra época.

Nem os mortos, nem os feridos serão esquecidos
no livro dessa Geração.
Cada um tem seu nome escrito nele.
Seja com dor, sangue ou lágrima.
E até mesmo suor,
nós os escrevemos com dignidade e força,
nós lutamos,
mas “perdemos” se você acredita em derrota.

Em algum lugar esquecido no calendário humano
nós somos mini-heróis.
Em aventuras pelas praias da cidade-baixa,
pela odisséia noturna tentando em vão
salvar a noite perdida.
Nossos escudos eram canções
e a fraternidade da nossa confraria.
É pelos velhos dias que clamo por vossos nomes,
meus queridos irmãos e minhas amadas irmãs.

Pelos momentos em que a bola
e os segredos dos mares
amenizavam o que estaria por vir.

Estamos aqui, décadas depois,
“derrotados” e cansados,
mas de alguma maneira vivos
e estranhamente felizes,
pois somos a Geração dos Perdedores,
e a poesia de participar dela
nos torna mais fortes.
E nos encontramos em algum lugar perdido na nossa memória...
...e nos demoramos lá...
...para sempre...
Por mais que o sexo e a idade nos proporcionassem novas experiências
é para lá que o clarim soa
e ecoa em nossas mentes.

Vamos lá velhas-crianças,
Pós-adolescentes...
Vamos atender o chamado,
dos dias perdidos,
assim como nós,
derrotados pelo tempo.

Eu lembro e amo o rosto de cada um,
de cada uma...
de cada rosto morto pelo tempo...
São eles que eu quero de volta,

Raspo minha barba
e pego o velho uniforme
para entoar convosco
Nossos velhos hinos...



Rodrigo Chagas.26/08/05.

Esse poeminha foi escrito por um amigo muito querido, a quem amo de paixão, mas creio que ele naum tem noção disso, pois vive me sacaneando e brigando comigo.. ;oP
Resolvi postá-lo aqui, pois me identifiquei com essa tal geração de perdedores..
Acho q faço parte dela.. Sei lá.. Porque às vezes me considero uma loser sim.. Ou não..
Ou será apenas uma viagem de mais uma mente atormentada e problemática?
Dean.. Adorei, viu?? E como já pude te falar, sua evolução é visível..


Bjo.

Música: Between the devil and the deep blue sea do The Honkers(banda da figura/poeta/loser acima)

2 comentários:

Sputter (dean) disse...

alguém tem q crescer, evoluir, nem q seja para os lados-heehhehe

vc sabe q eu te amo, mas num nascemos pra prosear na net, só alive!!!

~;oP-

Monica disse...

Acho complicado esse rótulo. Geração dos Perdedores. Muito delicado mesmo. Sempre houve perdedores, sempre somos tidos como lentos, alienados, irresponsáveis, egoístas. tudo num comparativo a uma geração de 60 que não foi a nossa, e que tb se perdeu.
De qualquer sorte seu blog está um luxo.

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.