________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



sexta-feira, agosto 05, 2005

Pensar é Transgredir...


Black and White by Claudia Fernandes.Posted by Picasa


Canção das mulheres

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto dói a idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida, não porque lá está a sua verdade mas talvez seu medo ou sua culpa.

Que se começo a chorar sem motivo depois de um dia daqueles, o outro não desconfie logo que é culpa dele, ou que não o amo mais.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo "Olha que estou tendo muita paciência com você!"

Que se me entusiasmo por alguma coisa o outro não a diminua, nem me chame de ingênua, nem queira fechar essa porta necessária que se abre para mim, por mais tola que lhe pareça.

Que se eu eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro filho, amigo, amante, marido - não me considere sempre sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vunerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

Lya Luft

Sensacional!!!!

Bjo.

Música: The blower's daughter do Damien Rice.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sensacional mesmo!!! Um tapa na cara!!!! Meu amor... Ultimamente estou convivendo com uma situação totalmente inédita pra mim... Uma situação que nunca lidei antes... Na verdade, duas situações. Sua condição civil e suas fases turbulentas. Confesso que nem sempre sei lidar com algumas delas, mas a gente aprende com a vida, caminhando, correndo, caindo, levantando e seguindo em frente. Eu mesmo já cheguei a pensar que vc por estar tão calada, já não gostasse mais tanto de mim a ponto de não achar mais meu assunto interessante. Sei que não é isso... Estou tentando não te cobrar nada, embora nem sempre consiga. Mas isso é a minha natureza, minha eterna mania de querer cuidar e proteger vc, de querer sempre o seu bem. Me preocupo muito com vc e com o seu bem estar. Me dói muito vê-la nesse estado. Eu mesmo já pensei e comentei com vc, "nossa como foi rude comigo, não precisava falar assim..." Hoje sei q não é uma reação contra mim... Eu estou aqui, mesmo que não conversando tanto como antes, estou aqui. E vc sabe que estou do seu lado, mesmo sem falar nada, mas ao menos fazendo companhia, dando meu apoio nesse momento difícil. Se também estou um pouco afastado, é pra te dar um tempo pra não sufocar, pra respirar, recuperar suas energias.
Sei que ficou triste porque retirei as referências da net... Mas estaria mentindo se tivesse mantido algumas delas. Isso não quer dizer q gosto menos de vc, continuo tendo a certeza q vc é a minha alma gêmea e q algum dia ainda vamos ser um só... E aí seremos nós dois, eu e meu more unidos... Sinto muito a sua falta... Amo vc minha linda!!!

Anônimo disse...

read your blog, think you'd be really interested in this website

Rod disse...

Seja feita a sua vontade...
Fica na paz...
Bjuxx

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.