________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



terça-feira, maio 16, 2006

Cadê A Paz Que Estava Aqui???



Comodismo fatal


“Na primeira noite, eles se aproximam e colhem uma flor do nosso jardim

e não dizemos nada.


Na segunda noite já não se escondem: pisam nas flores, matam nosso cão,

e não dizemos nada.


Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta.


E porque não dissemos nada,

já não podemos dizer nada.”


Maiakowski


Bjo.


Música: Epitaph do King Crimson

2 comentários:

miguel disse...

Quando não vivemos um dom, ele desaparece, timido e sentido.
A voz é um dom.
Os amigos são um dom, tal como tu.
É necessário nunca perder o contacto, fazer parte.
Lembras aquele amigo de que gostavas na escola e que nunca mais viste, nem sabes onde anda?
Ainda o podes tratar como teu amigo?
Já não o conheces, já não te conhece...
Mil beijos,
Miguel

Roger Jones disse...

Epitaph...

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.