________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



quinta-feira, março 08, 2007

Seres de Quatro Patas..


Minha querida amiga Mila.



Viajando com seu cão, Claudia, antes mesmo de chegar ao hotel, lembrou que tinha esquecido de tirar uma dúvida muito importante, e ainda na estrada, ligou para saber se eles aceitavam hóspedes de quatro patas.
O atendente do hotel, para a surpresa de Claudia, prontamente respondeu:



"Trabalhamos na indústria hoteleira há mais de 30 anos.
Até agora nunca precisamos chamar a polícia para expulsar um cão que promovesse distúrbios até altas horas da noite.
Até hoje nunca vimos um cão pôr fogo na roupa da cama por adormecer com um cigarro na mão. Nunca encontramos uma toalha ou um cobertor do hotel na mala de um cão, nem manchas deixadas nos móveis pelo fundo da garrafa de um cão.
Está claro que aceitamos o seu cão".
P.S.: Se ele se responsabilizar pelo senhor, "venha também".




Achei essa história muito legal e sua ironia é bastante positiva..
Resume e ilustra muito bem o que pessoas mais ligadas e sensíveis pensam de um cão. Eles, os seres de quatro patas, não fazem nada para prejudicar ninguém conscientemente, como nós seres humanos fazemos.
Eu mesma tenho cachorro desde que nasci.. Desde lá, nunca fiquei, em momento algum, sem um ser desse para me fazer companhia.. Hoje, quem me dá a honra de ter sua presença ao meu lado é a minha doce e amada Mila, essa poodlezinha acima na foto. Só não fala, o resto faz de tudo. Figuraça.. Muito mais "convivível", inteligente e compreensiva do que muitos humanos que eu conheço..
Vale ressaltar que essa historinha é verídica, apenas reescrevi do meu jeito e me dando o papel principal, claro.. rs..





Dedico esse post ao cãozinho da Siika, amiga do Flickr, que está muito doentinho e precisa de vibrações positivas.






Bjo.





Música: Uriah Heep - Fallen Angel.

3 comentários:

Lady disse...

Clau... adorei , tb gosto muito de cachorros e gatos, mas por causa dos meus bbs, eles acabam ficando esquecidos lá do lado de fora...concordo plenamente com vc, adorei este post... me deu vontade de cuidar melhor dos meus cachorros... beijinhos

Edson Marques disse...

Sabe que eu às vezes também me torno um cãozinho cínico (no sentido filosófico do termo, é claro). Cínico e zen...


Só vim te ler de novo!

Abraços, flores, estrelas...

Sarah disse...

oi Caludia ... licença!
Te vejo sempre no blog do José Alberto e hj curiosa cliquei no seu link.
Gostei muito deste post sobre cães, concordo totalmente. Uma vez tive um cão, um basset, foi uma das experiências mais legais da minha vida, eles são ótimas e doces companhias ... Este texto está exato.

um beijo
;-)

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.