________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



terça-feira, abril 10, 2007

Ask the Dust...




Aqui dentro, o tempo passa devagar
Estás seguro
Dentro de uma redoma, num andor
Que insiste em te salvar
Dos prazeres ditos impuros
E te tornar imune à dor.
Aqui não há ilusões fazendo arte...
Nem mentiras fáceis de crer..


Lá fora, as horas teimam em voar
Estás vivo
Numa realidade cheia de cor
Que prefere te empurrar
Para um mundo mais ativo
Com luz e com mais amor.

Lá a ilusão está por toda parte...
Nem tudo é o que parece ser...


Vives olhando pela janela, só...
Imaginando qual o melhor lugar

Se na segurança do abrigo
Sem luz, sem emoção
Ou na liberdade do perigo
Sem teto, nem chão.


Daqui de dentro, olhas para fora e vês o pó..
O pó que teima em te acompanhar
O pó que te persegue dia e noite
Talvez só ele possa ajudar
Com essa dúvida que é como um açoite
E sempre ressurge para te angustiar.



Claudia Fernandes ®


*Poema livremente inspirado no livro Ask the Dust do John Fante.





Bjo.






Música: So long, Marianne do Leonard Cohen.

5 comentários:

Edson Marques disse...

Viva John Fante, em todos o sentidos, por qualquer de sus textos!


Abraços, flores, estrelas..

Sarah disse...

oi!!
a segurança de ficar quietinho no calor acolhedor da acomodação X o atiçante e perigoso gosto do arriscar-se.
gostei!
;-)

Ricardo Rayol disse...

Claudia, tua adaptação livre ficou maravilhosa.

pequenos delitos disse...

Essa menina me enche de orgulho!

Anônimo disse...

Mandei um email pra vc no endereço do hotmail que está no seu perfil.

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.