________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



quinta-feira, setembro 20, 2007

Quem dera...




Quem dera os humanos
ainda se considerassem
anjos ou animais...
Talvez assim
eles relembrassem
o doce gosto da inocência perdida
e aproveitassem mais
a hoje ignorada sensação de ser livre.


Claudia Pinelli Fernandes


(Vale sublinhar que esse pássaro "poser" da foto é real. )





Visite também:


Prosaicos Poemas

4 comentários:

Ly disse...

Oi minha linda....realmente não era mesmo pra publicar....é que não achei o seu e-mail.....e aí fiquei pensando depois na hora que fui dormir...
O engraçado é que semana passada no jornal eles enfatizaram que não podemos levar nada pra cama, kkkkkk....
Quanto ao post....

Ah! além da poesia que contêm nele, uma coisa é certa....quem não sabe estar junto de um animal não justifica a sua raça.
Nooossa eu tenho tartaruga, peixe, jabuti e cachorro....e morro por eles....é como se fossem meus filhos.

beijos e super fds

Ly

Amélie disse...

É desolador, mas é a mais pura verdade.

Bjs e bom final de Semana

sarah k disse...

Qdo ouço falar em ser livre só me lembro do Edson Marques. Não é simples, nem fácil e por incrível que pareça tem muita gente que não quer.
Eu sempre gostei e concordo com teu texto Cláudia.

Sobre o teu comentário no meu post: me desculpa, mas ficou confuso mesmo, rs. Mas corrigi o texto e descompliquei.
Fiquei tanto tempo anônima nesse blog e de repente resolvi dizer que é meu,rs, aí complicou (Freud explica) e o post saiu confuso.
Mas é o seguinte: quero que as pessoas passem pelo Literatices (quem se interessar) e leiam a crítica da Beatricce, e daí se quiserem, visitem o blog secreto, hahahaha, que deixará de ser.

beijos!
;-)

Anônimo disse...

DUST DISSE:

Belo poema!

Visite também: www.poetamaurorocha@blogspot.com é bastante interessante.

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.