________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



sexta-feira, setembro 21, 2007

Respeito se mede com palavras?



Afinal, quando usar o VOCÊ ou SENHOR(A)?

Essa é, sem dúvida alguma, uma questão bem interessante. Ela me remonta a quando era pequena, minha avó me chamava para fazer algo, eu de pronto respondia: "o que é?", e logo era repreendida com um "é senhora, menina!". Sempre tive questionamentos sobre aquela pequena celeuma.


Ali, na minha cabeça de criança, esse uso tinha estrita ligação com a idade da pessoa. Hoje cresci e tenho uma teoria, que em princípio pode parecer simplista, e talvez seja mesmo, mas na qual eu acredito há um bom tempo.


Creio que essa questão toda de pronome de tratamento tem a ver, de um lado, com a intenção de quem fala e do outro, com a arrogância ou não, de quem o exige.


Assim, você pode chamar alguém de "você" e ainda manter um nível de respeito elevado, e, como nos nossos bordéis legislativos, usar Vossa Excelência para iniciar um caloroso xingamento ou uma clara acusação. Tudo deveras relativo.


E ainda, ser obrigado a chamar um juiz corrupto ou um jornalista de meia tigela de Meritíssimo, Senhor ou Vossa Senhoria quando com toda a arrogância que lhes é peculiar, rosnam: "Você sabe com quem está falando?" .


Daí cheguei à conclusão que a intenção é, definitivamente, o que importa, e que o mal do arrogante é quase sempre não saber nem a metade do que acha que sabe.






Claudia Fernandes






(Baseado em meu próprio comentário a tópico do blog Todo Prosa.)





Visite também:


Prosaicos Poemas

2 comentários:

Ly disse...

Oi Clau,

Talvez estejamos em sintonia....porque postei algo sobre a palavra "vaca". Sabe, as pessoas utilizam expressões e palavras para denominar alguém...quando na realidade é tudo uma questão cultural e não definitiva.
"Ficar no marrocos é uma atitude entre gays"
"Cadela num mundo sadomasoquista é o mesmo que gata".
"Little chicken pra um americano é o mesmo que garotinha."
Creio que o segredo está em reverter o verbo a seu favor sempre

beijos
Super semana pra ti e pra sua família

Ly

Edson Marques disse...

Cláudia,

Obrigado pela visita e pelos comentários.

Estava tudo maravilhosamente bem.
O blog MUDE é o mais visitado do weblogger:
Quase 300.000 acessos; cerca de 400 visitas por dia.
Ou seja, tudo perfeito para continuar assim.
Acontece que é preciso mudar...
Aliás, eu proponho que toda relação deve acabar no Pico.
Então resolvi levar meus corações para uma nova geografia.
Mudei.

Na verdade, um breve salto profundo.

E agora estou escrevendo no www.mude.blogspot.com

Quando puder, venha dançar no arco-íris da casa nova.

Abraços, flores, estrelas..
.

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.