________________________________


Comecei a escrever no momento em que percebi que só pensar não mais me satisfazia.

Precisava transbordar todo aquele pensamento que só ao meu universo de idéias pertencia.

Hoje, escrevo por pura necessidade, por irresistível vício e por agradável teimosia.




Claudia Pinelli Rêgo Fernandes ®



quarta-feira, setembro 19, 2007

Um bando de mal educados!!



Ontem, li na Folha Online uma reportagem que tinha como título "Brasil investe mal e pouco na educação, conclui estudo".

Nem precisava desta notícia para me deixar, como cidadã, e principalmente como educadora, do jeito que já estou há algum tempo: muito triste com a simples constatação de que a Educação, nos dias atuais, se traduz apenas em prosopopéia de político antes de eleição, professores ganhando salários simbólicos, aprovação em massa, um amontoado de livros que ninguém lê, lápis e borrachas intactos e rios de dinheiro desviados para propósitos muito menos importantes.

Mas convenhamos, por que "eles" investiriam em Educação, uma vez que esta seria a mais poderosa arma que as pessoas teriam para iniciar uma real transformação, cuja consequência levaria a uma mudança do status quo vigente há séculos??

Quem tem interessse em um povo educado, crítico e bem informado?

Quem????


************************************************************************


Em 20 de junho de 2007, escrevi esse poeminha:


Crônica de uma revanche anunciada

Para todo excesso, há um limite
às vezes demora de chegar
mas pode estourar como dinamite.

O Brasil é um terreno propício
políticos que só roubam
e o povo jogado no precipício.

Vinte anos, cem anos e nada muda
entra governo, sai governo
ninguém faz, ninguém ajuda.

O povo foi condicionado a não ver
é mais fácil fechar os olhos
e a sagrada esmola receber.

Mas a paciência enfim se esgotou
Basta de descaso, senhores!
A cegueira da omissão já acabou!

Os olhos do povo estão bem abertos
Chega de só esperar
e só conseguir caminhos incertos.

A passividade criada para ser arsenal
antes tão útil e necessária
será a arma que fará o ataque final.

Não dá mais para o povo suportar
é só corrupção e roubo
educação posta em último lugar.

Hospitais sucateados, desigualdade social
gente com fome, com frio
sem nenhuma esperança ou ideal.

O ultimato já está aqui lançado
ou mudam as prioridades
ou a próxima eleição mostrará o resultado.


Claudia Fernandes



Visite também:


Prosaicos Poemas

3 comentários:

Ly disse...

É o que eu cito em um dos pensamentos do meu blog......a notícia no país é uma forma de manter e propagar os absurdos humanos.....

Linda poesia

Super semana!!

Ly

sarah k disse...

Hoje o que vejo é um grande interesse de instituições pagas em criarem faculdades e mais faculdades ... numa clara iniciativa lucrativa.

esse país cada dia mais me desanima ...
:(

bjs

Sir Lurch disse...

É, sua poesia faz bastante sentido... Mas fazer o que se a auto-estima do povo tá lá no pé? Acho que o Brasil está em depressão... Gostei do seu poema sobre o tempo, o tempo também se mostra uma contante e um tema recorrente na minha vida. Bjos e continue escrevendo! ^^

Related Posts with Thumbnails

Minha família

My kind of Spirit...


You are the elusive Night Spirit.
Your season is Winter, when the stars are bright and frost crystallizes the fallen leaves.
You are introspective, deep-thinking, and mysterious.
Everyone is intrigued and a little intimidated by you because you have an aura of otherworldliness.
You work in extremes, sometime happy, other times sad, but always creative and philosophical.
You are more concerned with the unseen, mystical, and metaphysical than the real world.
Night Spirits have a tendency to get lost in themselves and must be careful not to forget reality, but their imagination is limitless.